segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Fille (dezesseis)

- Fala, amor - não estava aguentando mais.
- Calma, preciso me preparar - disse ele, na maior tranquilidade.
Fiquei ali esperando, olhando para cara dele enquanto ele ficava olhando para o teto e ficava meio que relembrando tudo o que tinha pra me dizer.
- Amor? - perguntei.
- Cada vez que você me chamar, vou demorar mais um pouquinho - ele disse, e riu.
'Ei, não tem graça', pensei.
- Pronto - ele disse, e ficou parado.
- Então? - falei.
- Antes eu preciso fazer uma coisa - disse.
- Aaaaah - berrei.
Ele foi chegando perto de mim, me mandou fechar os olhos, segurou no meu queixo e me beijou. Depois de tanto tempo juntos, ele ainda conseguia me surpreender a cada beijo, era mágico, incrível, eu adorava.
- Agora sim, posso começar, certo? - ele perguntou.
- Mas é óbvio que sim - respondi.
- Então eu vou lá pegar - saiu.
Oi? Como assim? Não estou entendendo mais nada. Sentei no sofá e fiquei olhando pela janela, enquanto o esperava. Ele estava demorando, mas tudo bem, eu não ia olhar pra trás, não mesmo.
- Tó, pega - ele disse, jogou um papel em cima de mim e saiu.
Era um papel todo cheiroso, embrulhado em um envelope, lindo, perfeito; que nem ele. Quando eu abro, quase tenho um treco:
'Está sendo cada vez mais difícil te resumir nesse pedacinho de papel, mesmo depois de tantas horas parado, só pensando em você, percebi que você é simplesmente irresúmivel, o que te torna tão diferente e especial são todos esses pequenos detalhes,que fazem toda a diferença, quando vejo você, não consigo notar apenas uma coisa, uma característica marcante, não consigo olhar pra você e explicar exatamente o que te faz ser tão linda, nos seus olhos, posso ver que existe mais do que um pensamento correndo pela sua mente, consigo sentir tantas coisas diferentes perto de você, por isso não posso te definir, te classificar, você é tudo, ao mesmo tempo, para conseguir te explicar, dizer o que você significa, preciso de muito mais que um papel, preciso de momentos, todos os momentos que eu passei ao seu lado talvez possam resumir tudo que você é e representa pra mim, te amo, não por uma coisa, mas por todos os pedacinhos que formam essa pessoa, simpática, meiga, carinhosa, gentil, fofa,linda, incrível, magnífica e perfeita que você é'.
- Amoooooooooooooooooor - gritei.
- Calma ai que ainda não acabou - ele gritou de volta.

Continua,
A Menina

6 comentários:

  1. Geeeente peerfeitoo continuua e nao demora muito pra postar vaai :D

    ResponderExcluir
  2. nossa que perfeito, choquei :x mto mto bom msm

    ResponderExcluir
  3. eu preeeeeeeeeeeciso ler o resto..
    minha curiosidade preciiisa UHUAHUAAH
    lindoooooooo perfeeeeeeeito *-*

    ResponderExcluir